Francisco de Paula Gomes Barbosa (Irmão de José Medina Gomes Barbosa)


Irmão de José Medina Gomes Barbosa, Oficial da Armada Portuguesa, foi Governador da Guiné, nascido em 1849 em Cabo Verde, casou com Amália Gomes Barbosa,  natural do Fogo, filha de Benjamim Gomes Barbosa e de Luisa Viera de Vasconcelos. Faleceu em 1902.                                                                   

Oficial da Armada portuguesa, foi aluno da Escola Politécnica de Lisboa e da Escola da Marinha. Assentou praça em 07/Nov/867; guarda-marinha em 01/Out/870; colocado em Cabo Verde em 14 de Junho de 1871, participou neste ano no ataque a Cacanda, Guiné, comandando uma das embarcações miúdas encarregadas de proteger as tropas que atacaram a povoação; em 1872 colocado em Angola de Fevereiro a Outubro deste ano; em 10/Ago/874 em Portugal; 2º tenente em 25/Fev/875 foi colocado em 25/Nov/875 em Moçambique de onde regressou a Lisboa em 18/Mai/877.

Foi eleito deputado pelo círculo do Sotavento de Cabo Verde e tomou posse na Câmara Electiva (Parlamento Português) em 25 de Fevereiro de 1880, cargo que exerceu até à dissolução do parlamento apresentando-se na sua unidade em 4 de Junho de 1881.

Foi reeleito deputado pelo mesmo círculo em 1881, sendo seu adversário Sebastião Magalhães Lima, o fundador do jornal lisboeta O Século, pelo que em 02/Jan/882 tomou posse do seu lugar de deputado até ao encerramento da Câmara Legislativa em 20/Jul/882. 1º tenente em 15/Mai/883; capitão-tenente em 30/Dez/884.

Foi nomeado em 14 de Março de 1885 governador da Guiné cargo que exerceu pouco tempo pois retirou-se muito doente da Guiné pelo que foi exonerado do seu cargo em 2 de Setembro de 1886, tendo-se apresentado em Lisboa a 14/Set/886.

Por Ofício de 27 de Setembro de 1886 reverteu ao posto de 1º tenente por não ter cumprido a sua comissão na Guiné. Foi comandante dos vapores "Sena" e "Queliname" e da canhoneira "Douro". Capitão-tenente (2ª vez) em 26/Dez/889; foi vogal do Conselho de Guerra (11/Out/893); colocado em comissão de serviço no Oriente Português, seguiu para a Índia Portuguesa onde foi Capitão do Porto de Mormugão (26/Fev/894); promovido a capitão de fragata em 07/Dez/895 e colocado em Moçambique como Capitão do Porto de Moçambique em 14/Dez/895; de regresso a Portugal em 1896 foi Capitão do Porto de Lagos, Algarve, (20/Mar/897) e Capitão do Porto de Nazaré (07/Out/897).

Reformado por decreto de 21 de Abril de 1898

Junto seguem alguns documentos do arquivo historico da guiné que falam de Francisco de Paula Gomes Barbosa.

Tomada de posse como Governador:

Relatorio de mediação entre fulas e beafadas datado de dezembro 1885:

Relatorio do ataque aos beafadas de Cobisseque em Fevereiro de 1886:


Em Abril de 1886 é feito um comunicado sobre os preparativos de guerra dos fulas e beafadas:


a© Joao Schwarz Da Silva 2017